top of page
Buscar
  • Cissa

Dando 'hate' na própria voz?

Há umas semanas atrás eu ouvi de um aluno que ele andava muito aborrecido com o som que estava tirando da sua voz e é claro que nós sempre queremos melhorar, nos ouvir com o mesmo gosto que ouvimos nossas vozes favoritas, nos identificar e sentir que estamos fazendo arte (arrasando). Mas conversando com calma percebi um algo a mais, uma cobrança externa gerada por crítica de alguém próximo.


Então esse é mais um post pra falar de timbre.


A maioria das pessoas que tem dificuldade de afinação e de compreensão da própria voz, de como ela funciona e como pode manipular os sons, tem esses problemas gerados profundamente por alguma crítica ou críticas externas de pessoas queridas ou levadas em alta conta, pessoas de "autoridade" mesmo que não sejam exatamente experts.


"voz de taquara rachada", "desafinada demais", "canta com uma batata quente na boca"

Na maioria das vezes o comentário é feito de brincadeira (aquelas brincadeiras que só tem graça pra quem fez) e mesmo quando é mais sutil com intenção de ajudar, não deixar a pessoa passar vergonha, quem faz o comentário não entende o impacto na aprendizagem e autoimagem que essa fala sem pretensão pode gerar.

Então a pessoa cantante vê duas saídas: ou para definitivamente de tentar cantar ou luta pra chegar no "som idealizado" do seu critico.


O problemático nisso tudo é que somos regidos por nossas percepções pessoais inseridas na nossa formação cultural e são essas percepções que nos fazem achar algo bom ou ruim, são as percepções que constroem nosso senso de estética. Buscar um som, uma voz ou estética que não é exatamente o que a gente gosta ou se sente confortável, é negligenciar as nossas próprias percepções em prol das percepções do outro.


Padrões estéticos foram sim se formando ao longo da história porque pessoas com as mesmas vontades e percepções foram se aproximando, experimentando juntas. É sempre bem difícil entender o que a gente quer ou gosta quando já estamos recebendo os feedbacks das percepções de outra pessoa.


Meu conselho é se afastar, ouvir coisas diferentes, buscar referências se encontrar na sua música. Com o tempo a resposta aos feedbacks será natural indo do "ok estou apenas me encontrando, mas obrigada" ao "eu gosto de jeito que eu estou soando". Sorry, but not sorry!

Com o tempo você encontra a sua tribo, seu padrãozinho, um grupinho estético pra chamar de seu, basta ter paciência e referências.


Colecione referências!


Até o próximo eclipse. ✌😊

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Registros Vocais

...e como a laringe funciona. Eu acredito que, por mais iniciante que você seja nessa coisa de cantar, você já tenha ouvido alguma vez sobre registros vocais. Talvez esse seja o motivo que fez você pr

Extensão Vocal

Neste post vou contar um pouco sobre como melhorei minha extensão vocal. Extensão vocal é um dos maiores desafios de quem está começando a cantar ou estudar canto com mais dedicação. Isso porque nos a

Comments


bottom of page