top of page
Buscar
  • Cissa

Uma jornada de autoconfiança

Olá pessoas! Como sempre, trago um pouquinho das minhas experiências de aprendizado pra você que ainda lê este blog falido.


Nos últimos meses eu tenho estudado violão de maneira um pouco mais sistemática e com a ajuda de um professor maravilhoso que sempre recomendo de olhos fechados, meu amigo de longa data o guitarrista João Lovato. Mesmo com todas as minhas dificuldades de concentração, ele tem sido um professor muito criativo e paciente, graças a essas aulas estou renovando meus votos com o violão e com o repertório classudo da nossa mpb com direito a djavanear no Instagram sem medo dos críticos de smartphone.


O fato é que, por muito tempo eu tive essa autoimagem de que não sou boa instrumentista (ainda estamos trabalhando nessa confiança aí), sempre me esquivando de acompanhar os alunos em músicas mais complicadas ou mesmo dizendo abertamente que eu não sei tocar nada. Mas nas aulas, entre conversas que mais parecem terapia em grupo, já consigo me ver de outra forma. Ouvindo a voz do João sempre repetindo: "Cissa, já te disse, tu já toca bem é só... (pausa dramática) tocar, tem que tocar mais"


E nessa jornada, tenho descoberto muitas coisas que vão pra além da música, mas a principal delas é que não existe músico sem prática e nem boa execução sem passar por um processo de estudo e treino de memória muscular. O que é engraçado porque, isso não parece muito com o meu discursinho padrão sobre técnica vocal?

E para provar isso, ontem precisei tocar em frente a um pequeno público ao vivo, totalmente de improviso e eis que foi um desastre. Sim!!! um desastre porque não me preparei, usei um violão diferente já que era emprestado, até consegui minimamente acompanhar com os acordes que precisava, mas longe de ser a performance que eu gostaria. Pra ajudar, minha memória seletiva apagou as letras das músicas por ter a atenção dividida entre violão e canto. E lá se foi a frágil autoestima, o que deixou tudo sofrido e nada divertido. E olha que eu realmente tenho me divertido muito tocando ultimamente.


Fechando o texto de hoje, além de contar pra você minha jornada, e meu infortúnio, quero deixar aqui um conselho sobre cantar o tocar: Nunca esqueça de treinar os dois, mas deixe um deles sempre muito bem automatizado. Se o seu lance é tocar, garanta saber as músicas muito bem e estudar sempre pra que seus músculos lembrem dos detalhes. Se o seu lance é cantar, não esqueça de sempre repassar suas músicas de maneira a não deixar detalhes esquecidos como a letra ou aquela notinha mais difícil de afinar. Esse é o segredo.


Bem pessoas queridas, esse era o mini blog de hoje. Espero continuar na boa fase de amor ao violão com todo esse hiperfoco, já me sinto mais confiante e espero melhorar cada vez mais minha relação com o instrumento. Lembra que não existe saber tocar sem praticar, as memórias musculares que usamos precisam ser ativadas, diariamente. Como diz prof João: "é só... (pausa dramática) tocar, tem que tocar mais" - ... e cantar Até o próximo eclipse!

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Registros Vocais

...e como a laringe funciona. Eu acredito que, por mais iniciante que você seja nessa coisa de cantar, você já tenha ouvido alguma vez sobre registros vocais. Talvez esse seja o motivo que fez você pr

Extensão Vocal

Neste post vou contar um pouco sobre como melhorei minha extensão vocal. Extensão vocal é um dos maiores desafios de quem está começando a cantar ou estudar canto com mais dedicação. Isso porque nos a

Comments


bottom of page